Existe hora certa para comer?

Existe hora certa para comer?

Entenda qual é impacto dos alimentos no organismo de acordo com o nosso relógio biológico.

 

Segundo novo estudo da Universidade de San Diego, na Califórnia, ter horário para comer é tão importante quanto a qualidade do alimento.

 

E se você quer perder peso, então redobre sua atenção. Os horários da sua alimentação impactam em sua saúde e podem impactar também na perda de peso.

 

Segundo os pesquisadores, todas as refeições devem ser feitas em um período de 8 a 12 horas diárias.  Dessa forma, o metabolismo sofre uma mudança genética, diminuindo a concentração do açúcar no sangue e até ajudando a emagrecer, mesmo sem cortar drasticamente as calorias ingeridas.

 

Os cientistas acreditam que essas mudanças podem ser poderosas para diminuir também riscos de desenvolver câncer, problemas cardíacos, demência e diabetes.

 

Todos os dias, ao acordar, a temperatura e pressão arterial do nosso corpo aumentam de acordo com as atividades realizadas. E o contrário acontece a noite, ao irmos para a cama, nossa temperatura, batimentos cardíacos e pressão caem, e produzimos um hormônio noturno, a melatonina. Muitos dos nossos hormônios não estão ligados diretamente ao ritmo circadiano, mas são influenciados por ele, como é o caso da insulina, o hormônio que metaboliza a glicose (açúcar no sangue) para produção de energia”, explica o especialista em nutrição, Caio Henrique Ferreira – Nutricionista Clínico – Madrecor Hospital.

 

Segundo o especialista, estudos já demonstraram que o pâncreas reage de forma diferente a um mesmo alimento dependendo da hora do dia em que ele é consumido, já que durante o período diurno a estocagem de energia é menor em relação ao período noturno onde que o metabolismo esta mais “lento”. Pessoas que trabalham no período noturno, de acordo com evidências científicas, são mais propensos a fazer escolhas alimentares menos saudáveis e a enfrentar doenças como obesidade e doenças cardiovasculares.

Em outras palavras, nosso organismo está “programado” para queimar energia durante o dia e armazená-la à noite. Com geladeiras, padarias e lanchonetes à disposição, esse mecanismo inteligente de sobrevivência não é mais necessário. Mas a evolução humana não acompanha a tecnologia.

 

Dica: Evite comer em excesso, principalmente no período noturno, procure um nutricionista para um planejamento alimentar adequado.

Deixar comentário