Cuidados para que seu Carnaval não acabe mal

Cuidados para que seu Carnaval não acabe mal

Segundo Ministério da Saúde existem mais de 250 tipos de infecções alimentares

O mês de fevereiro é marcado pelo Carnaval, momento de muita folia e diversão. Para que esta festa seja perfeita é preciso cuidados com a saúde. A alimentação do folião é um dos pontos que merecem cuidados.

De acordo com a nutricionista Ana Isa Reis, do Madrecor Hospital, todo cuidado é pouco nessa época. “Está chegando o Carnaval. Época de alegria e descontração. Apesar de ser um momento de diversão, um descuido com a alimentação pode acabar com a festa. Uma má alimentação pode causar desidratação, ressaca e infecção intestinal,” afirma.

Além disso, Ana explica que, nesse período, a alimentação deve ser baseada em uma categoria específica de alimentos, evitando alguns, para garantir que a pessoa fique bem e consiga seguir bem na folia. “Alguns alimentos são mais recomendados nessa época do ano, principalmente para quem vai passar o dia fora de casa.

Os cereais, barra de cereais, arroz,massa são indicados e, se possível, dê preferência a versão integral desses alimentos; as frutas, em especial aquelas ricas em água como a melancia, melão, laranja que auxiliam na hidratação e vegetais que auxiliem na desintoxicação, como a couve, o brócolis, a rúcula e o agrião.”

Mas e para aqueles que não carregam suas famosas “marmitinhas” com comidas de casa e preferem comer na rua mesmo? Ana ressalta que o cuidado deve ser redobrado.

“Quando se come fora de casa,alguns cuidados devem ser levados em conta antes de consumir alimentos em barracas ou os famosos food trucks. Analisar itens como a qualidade do preparo do alimento, sempre procurar locais de referências e que tenham uma grande variedade e diversidade são bons passos a serem seguidos”, explica a nutricionista.

Deixar comentário